Conecte-se

Parques urbanos são refúgio do agito de São Paulo

Foto / Reprodução: SP Bairros

Lazer

Parques urbanos são refúgio do agito de São Paulo

Os moradores da capital paulista que sofrem com o agito natural de uma grande metrópole podem buscar refúgio para se divertir e recarregar as baterias nos diversos parques urbanos espalhados pela cidade.

Com boas alternativas de entretenimento e passeios ao ar livre, é possível até planejar um piquenique com a crianças, entre outras atividades.

Confira abaixo as opções e bom divertimento!

Parque Estadual Alberto Löfgren (Horto Florestal) – zona norte
Rua do Horto, 931, Horto Florestal, São Paulo

Mais conhecido como Horto Florestal, o Parque Estadual Alberto Löfgren foi criado pelo botânico sueco que dá nome ao local. Além do instituto florestal, o parque abriga o palácio de verão do Governo Estadual, lagos, bicas e espaços abertos. O visitante pode visitar o Museu Florestal Otávio Vecchi e o marco do trópico de Capricórnio, que passa pelo parque.

Foto / Reprodução: Bom Barato e Bacana

Parque da Juventude
Av. Zachi Narchi, 1.309, Santana, São Paulo 

Após a desativação da Penitenciária do Carandiru, o Parque da Juventude mudou a paisagem da zona norte de São Paulo. No lugar foi construído um complexo cultural recreativo de 240 mil m². Lá você pode praticar esporte, acessar a internet de graça no posto do Acessa SP, participar de cursos gratuitos no prédio da ETEC ou curtir a Biblioteca de São Paulo. Além disso, é muito fácil chegar no Parque da Juventude, você pode descer na estação Carandiru do Metrô ou pegar um ônibus que passe pela Avenida Cruzeiro do Sul, altura do número 2.500, ou Zachi Narchi, 1.300.

Parque da Juventude

Parque Ecológico do Tietê – zona leste
Endereço: Rua Guirá Acangatara, 70, Cangaíba, São Paulo

Considerado uma das maiores reservas ambientais do Estado, o Parque Ecológico do Tietê serve de bacia de acumulação de água para o rio, evitando enchentes. O local, que foi inaugurado em 1982, também abriga o Centro de Educação Ambiental, o Centro Cultural, o Museu do Tietê, uma biblioteca e o Centro de Recepção de animais silvestres.

Parque Ecológico do Tietê

Parque da Água Branca
Av. Francisco Matarazzo, 455, Água Branca, São Paulo

Criado em 1929, o parque não é apenas tombado como patrimônio histórico do Estado, mas cultural, arquitetônico, turístico, tecnológico e paisagístico. Além da natureza, mantém exposições permanentes no Instituto Geológico, a Casa de Caboclo, um aquário com as espécies mais importantes das bacias hidrográficas de São Paulo, e um relógio de sol que marca a passagem do tempo em vários países.

Parque da água branca

Parque Villa-Lobos
Avenida Professor Fonseca Rodrigues, 2.001, Alto de Pinheiros, São Paulo

Localizado na região oeste da capital, o parque Villa-Lobos é uma das melhores opções de lazer ao ar livre da cidade. O parque, que abrange uma área de 732 mil m², possui ciclovia, quadras, campos de futebol, playground e bosque com espécies de Mata Atlântica. A área de lazer inclui ainda aparelhos para ginástica, pista de cooper, tabelas de street basketball e um anfiteatro aberto com 750 lugares, sanitários adaptados para deficientes físicos e lanchonete. O Parque Villa-Lobos foi um dos primeiros da cidade a ser adequado à acessibilidade de pessoas com necessidades especiais.

Foto: Afeto de mãe
Parque Villa Lobos

Mais informações sobre esses e outros parques estaduais podem ser obtidas no site da Secretaria do Meio Ambiente.

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Lazer

Advertisement

Estamos no Facebook

Subir